Choose Royal

Design, objects, material culture and stuff.

Melissas para Experimentar

Depois da Hadid veio o Gaultier, embora isso não nos surpreenda, pois é o seu papel: fazer modas (e tanto ele como a Melissa sabem como fazê-lo).
Mas agora vem outro nome para surpreender, embora o impacte nunca vá conseguir ir tão longe como o da senhora Pritzker: Gaetano Pesce.
O senhor design italiano gosta de brincar com plásticos e de levá-los ao limite.
Com as Melissas teve as limitações da produção em série, mas abriu espaço à experimentação do utilizador, deixando assim este campo aberto e passando a vertente dos crafts aberta infinitamente.
Os sapatos são abotinados e compostos por círculos de vários tamanhos, com a sugestão de poderem ser subtraídos para compor outros sapatos, outras sandálias ou outras chinelas.
É assim que Pesce vai ficar para a história: Tramonto, New York e Brasil.
Esperamos pelas brancas para dançarem cá o samba.
(imagem: modelo de Gaetano Pesce para Melissa)
Advertisements

4 comments on “Melissas para Experimentar

  1. ana rita
    July 10, 2010

    love your blog, you have so many posts, although you are a guy, i like the way you talk about the issues of fashion. if you want, come check out my blog, i have such few posts but i just started, so… 😀

    Like

  2. Luis Royal
    July 11, 2010

    cara ana rita (contamos que compreenda português),
    muito obrigado pelas suas palavras, muito embora não compreendamos a parte “although you are a guy”…
    já vimos o seu e aguardamos por mais.

    Like

  3. TRASHÉDIA
    August 5, 2010

    olha, quanto às melissas, só tenho uma coisa a dizer: plasticorro. ontem usei, pela terceira ou quarta vez, umas que tenho, em tom rosa choque, e já tentei todos os meus sapatos, mas no sítio onde as ditas cujas me comeram o pé, não há hipótese de nada… e como de chinelos nem pensar, levo aqui uma sandália gladiadora, mas acho que vou à rua e volto logo, que tenho o pé nas últimas.

    Like

  4. Luis Royal
    February 12, 2011

    caríssima,
    diz que depende dos pés. há quem use a vida toda e quem não aguente.
    as nossas estão ali coleccionadas, não nos cabem nos pezinhos. pode ser que nos apareça uma gata borralheira.

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on July 9, 2010 by in Design, Modas.
%d bloggers like this: