Choose Royal

Design, objects, material culture and stuff.

High and Dry
















Segundo hit Radiohead, desta feita já do álbum The Bends (1995): High and Dry.
Mais um dos que a banda, afinal, já não gosta, mas como não temos que tocá-lo, limitando-nos a ouvi-lo, continuamos a gostar, mesmo que se pareça com uma balada de Rod Stewart (a ideia não é nossa).
Para além de tudo o mais embala-nos o vídeo em jeito de Tarantino de 2ª, onde vários quadros encenam, às tantas, um musical que acaba mal.
Claro que esfregamos as mãos para chegar aos nossos Radiohead, mas tendo uma pretensão wikipediana temos que cumprir esta missão.
Até lá divertimo-nos com:

“(…) It’s the best thing that you ever had.
The best thing you’ve had is gone away.

Don’t leave me high
Don’t leave me dry (…)”

(é verdade que também há aqui uma nostalgia pela mayonnaise, que tempera todo o vídeo e que abandonou as nossas vidas; que viva a mayonnaise nos corpinhos de quem pode)
(imagens: stills da versão americana do vídeo para High and Dry (1995) dos Radiohead , realizado por Paul Cunningham)
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on February 5, 2010 by in Músicas.
%d bloggers like this: