Choose Royal

Design, objects, material culture and stuff.

As Botas de Gehry

Não pretendemos tornar-nos numa brigada anti-moda, mas eis mais uma hipótese de relevar uma coisa bem feita (por um arquitecto e um shoemaker sem necessidade de créditos) sem a pretensão exagerada das (de algumas) linguagens da moda.
Frank Gehry sabe o que é fazer coisas para durar.
E os sapatos de homem o que devem é durar (nos pés e no tempo).
À parte de excentricidades ou de mais-bico/menos bico, queremos que conservem uma fórmula há muito descoberta e que nos permite ter exemplares como este: exímios no desenho, no estilo e na produção (que é curta e reduzida mas é a que há nestes senhores).
São a proposta de Frank Gehry para uma colecção com autores (os outros nem vale a pena mencionar, dado o fraco resultado) encomendada pela J.M. Weston.
Modas assim, sim.
(nota: congratulamo-nos com o regresso da ModaLisboa a Lisboa, sobretudo como catalisador do Terreiro do Paço e da Baixa, sendo no Pátio da Galé (ouvimos qualquer coisa com o MUDE, mas não investigámos nem confirmámos); já encomendámos uma versão chinesa das botas de Gehry, em galocha, para podermos atravessar as obras e nos anteciparmos ao Papa, que não tem versão galocha dos seus Prada encarnados, mas também tem garantias de obra pronta)
(já expulsaram os sem-abrigo das arcadas da praça para o Papa não ver, assim como casais do mesmo sexo também serão expulsos se por lá pararem, o que vai deixar a ModaLisboa às moscas)
Advertisements

4 comments on “As Botas de Gehry

  1. poor guy fashion victim
    January 21, 2010

    vejo com imensa satisfação que regressa com um delicioso sentido de humor 😉
    abraço

    Like

  2. Luis Royal
    January 22, 2010

    caríssimo,
    não é sem esforço que retomamos este espaço com humor, mas valha-nos o humor para maquilhar as cicatrizes.
    aos poucos isto vai lá.
    obrigado.
    outro,
    a gerência.

    Like

  3. ASPHALTO
    January 30, 2010

    Não percebo como é que as polainas não ficaram esquecidas com a vóvó donalda!

    Like

  4. Luis Royal
    January 30, 2010

    tudo o que é bom nunca é esquecido.
    mesmo que já nem seja muito útil.

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on January 21, 2010 by in Modas.
%d bloggers like this: