Choose Royal

Design, objects, material culture and stuff.

A Casa







Um misto de Porque é Branco e de Já Vivíamos Aqui, porque é dos dois que fala.
(ou não é bem, porque não tem em conta a localização específica, ainda que muitas das vezes trocássemos qualquer localização para viver numa casa destas)
São as casas de Richard Meier, que decidimos aqui trazer por termos duramente concluído que seria este o arquitecto escolhido para a nossa casa: A Casa (em Meier não vale a pena dizer branca, porque lhe é tácito).
Um dia telefonamos a Meier para vir ter connosco. Brifamo-lo, sem termos que referir que é tudo em branco e aguardamos por morrer descansados (mesmo sem filho ou sem livro).
É novo-riquismo, sabêmo-lo. Mas ansiamos por esse estado de graça que todos os portugueses repudiam: o do novo-riquismo.
Até lá, queimamos as pestanas e partimos as unhas, enchendo os nossos apartamentos de centro de cidade, convencidos de que somos muito contemporâneos e cosmopolitas só porque Lisboa tem um aeroporto e até andamos de avião.
(imagens: casas Douglas (1971-73), Giovannitti (1979-83), em Old Westbury (1969-71), Rachofsky (1991-96), Saltzman (1967-69) e Southern California Beach (1999-2001) de Richard Meier)
Advertisements

2 comments on “A Casa

  1. poor guy fashion victim
    January 3, 2010

    Bom ano, e pois pensa muito bem e enquanto a casa não vem eu já comia uns macarons de preferência da Ladurée

    Like

  2. Luis Royal
    January 3, 2010

    venham os ladurées, que pela casa esperamos.
    bom ano também para este leitor número 1!

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on January 3, 2010 by in Já Vivíamos Aqui, Porque é Branco.
%d bloggers like this: