Choose Royal

Design, objects, material culture and stuff.

Pérola de Lisboa: a Casa dos Bicos






A Casa dos Bicos é insólita.
Nunca percebemos muito bem o que é que é original e o que é que foi destruído pelo terramoto, mas o resultado que temos hoje é bom assim.
Enquanto está tapada, para renascer como Fundação José Saramago, deliciamo-nos com as traseiras, numa intervenção em pós-moderno luso (não conseguimos descobrir de quem, mas aceitam-se contributos) que deve ter feito os Albuquerques darem voltas na tumba.
A ver o que é que acontece.

(o título original deste post era Casa dos Bicos por Trás, o que deu azo a aque tivéssemos vários visitantes desiludidos com o conteúdo, pois falamos apenas de pontas de diamante e por trás é mesmo só nas traseiras; assim, decidimos criar mais uma Pérola de Lisboa, para os mais ingénuos e para quem gosta disto)

Advertisements

11 comments on “Pérola de Lisboa: a Casa dos Bicos

  1. Anonymous
    March 26, 2009

    o pós-moderno é da autoria de manuel vicente e de josé daniel santa-rita. uma obra (de bicos por trás?)que não é um bife do lombo, saramago dixit…

    Like

  2. poor guy fashion victim
    March 27, 2009

    A casa dos bicos 😉 mesmo sendo já à sua época uma cópia, mesmo com a intervenção “maravilhosa” pós moderna que lhe escarrapacharam nas quais as marquises que refere são a cereja na traseira do bolo, é de facto uma perola dada a porcos.A alameda de palmeiras que lhe (re)plantaram em frente e a proximidade do prédio que o César Monteiro filmou, mais o parque de camionetas que se alugam para fazer mudanças de tarecos (ainda existem?)negociando directamente com o camionista, deveriam ser património da cidade.E para quando a fundação José Saramago? E o que vai acontecer com o espaço? Por aqui ainda Tenho esperança que não o uniformizem com aço e vidro como aquelas intervenções pós pós modernas, com que agora os arquitectos constroem as marquises tugas de bom gosto. Está a par do desalojamento do Museu dos Coches?

    Like

  3. poor guy fashion victim
    March 27, 2009

    P.S. Antes que alguém interprete mal, com a expressão “perola dada a porcos”, não me referia ao empréstimo que a CML fez da Casa dos Bicos à fundação José Saramago, mas à utilização que tem sido feita do edificio e de toda a zona envolvente.Bem contente fiquei quando soube do empréstimo. A ver se é desta que a casa dos bicos vai ter clientes e usos.

    Like

  4. Luis Royal
    March 27, 2009

    caro anónimo,muitíssimo obrigado.a sua contribuição enriqueceu, em muito, este espaço.volte mais e sempre.a gerência.

    Like

  5. Luis Royal
    March 27, 2009

    caro poor guy,já fazia uma manifestação pela casa dos bicos… também nós, é certo.tudo aquilo é insólito desde o início do seu desenho (não discorremos aqui, mas qualquer wikipedia o diz) até ao que lá se passa hoje, na própria casa e à volta.para já está entapumada e no mistério. nas ditas traseiras não há vestígios de obras. à frente a “alameda das palmeiras” é mais um parque de estacionamento com uma sombra tropical e de ora em vez uma ou outra roulotte de farturas ou bifanas (coisa que se vai tornando comum na cidade).há obras e trânsito cortado e polícias municipais à conversa dentro dos buracos da estrada.a ver vamos quando recupera a dignidade do lugar, assim como os edifícios que a ladeiam (dos mais bonitos da zona ribeirinha, onde hoje há pensões residenciais de 3ª) enquanto aguentam. se o senhor nos deixar será num ápice, no entanto esperamos que a homenagem não seja apenas póstuma.depois disso vamos a ver para que é que a fundação servirá, mas esses são outros 500 (adoramos a expressão)bem haja,royal.

    Like

  6. poor guy fashion victim
    March 27, 2009

    Obrigado pelas notícias, é que já não passo pelo campo das Cebolas há muito tempo.Não respondeu à deixa do Museu dos Coches. Repentinamente eu apercebi-me que um dos espaço museológicos mais interessante como um todo que esta cidade tem está prestes a acabar e as caroças lá irão parar a mais um edifício pós pós modernista com muito betão, vidro e aço e isto tudo para comemorar os 100 anos de República.

    Like

  7. Isto
    March 27, 2009

    é verdade, esquecemo-nos dessa.mesmo sem termos ido à manif (que há sempre falta e uma manif por qualquer coisa que nos diga respeito e não é por falta de ideais, podemos garantir) estamos com os coches.não que é que nos interessem muito, mas dizem que são bons, e cremos nisso.no fundo até têm alguma coisa de design (terão?).claro que a prepotência que já se tornou imagem deste governo vai destruir tudo e fazer tal como diz: mais um equipamento indiferente, muito contemporâneo e a dar nas vistas, como sempre gostámos.perdemos o que temos e fazemos de novo e ainda mais vistoso, como pedem as épocas.aqui é assim: estraga-se tudo e faz-se outra vez. é assim que não temos nada.(ai que vamos aparecer assassinados em casa).se pudermos culpar a república e os seus 100 anos, estamos nessa!long live the king.

    Like

  8. Luis Royal
    March 27, 2009

    .

    Like

  9. Luis Royal
    March 27, 2009

    é verdade, esquecemo-nos dessa.mesmo sem termos ido à manif (que há sempre falta e uma manif por qualquer coisa que nos diga respeito e não é por falta de ideais, podemos garantir) estamos com os coches.não que é que nos interessem muito, mas dizem que são bons, e cremos nisso.no fundo até têm alguma coisa de design (terão?).claro que a prepotência que já se tornou imagem deste governo vai destruir tudo e fazer tal como diz: mais um equipamento indiferente, muito contemporâneo e a dar nas vistas, como sempre gostámos.perdemos o que temos e fazemos de novo e ainda mais vistoso, como pedem as épocas.aqui é assim: estraga-se tudo e faz-se outra vez. é assim que não temos nada.(ai que vamos aparecer assassinados em casa).se pudermos culpar a república e os seus 100 anos, estamos nessa!long live the king.

    Like

  10. poor guy fashion victim
    March 27, 2009

    é verdade que ser contra esta coisa de tirar as carroças do antigo picadeiro real, até parece coisa monárquica e então se metermos um edificio de betão ao barulho defendido por arquitectos modernistas , com um pouco de sorte até o charles assina a petição. Mas por favor tire o king disso que a minha alergia primaveril fica logo mais eriçada.bom fds 😉

    Like

  11. Anonymous
    April 2, 2009

    Uma pequena achega: A praça onde habitam as palmeiras que fornecem sombra tropical aos carros que se estacionam em frente à Casa dos Bicos, não tem nome… o Campo das Cebolas situa-se mais ao lado, onde existe umas bombas de gasolina. dc

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on March 26, 2009 by in Arquitectura, Lisboa, Pérola de Lisboa.
%d bloggers like this: