Choose Royal

Design, objects, material culture and stuff.

American Life





É um problema nosso (nosso de quem?) há muito diagnosticado: agora que o Ano Madonna está para acabar (falta um mês) (o tempo passa cada vez mais depressa, até já comentei com a Micas, do café) o enfado desta secção está a passar-nos e (re)começamos a gostar das propostas da senhora.
Foi assim com Die Another Day (2003) e estamos num crescente com as restantes deste American Life (2003).
Esta música, que dá nome ao álbum e seria o seu primeiro single (se não contarmos com Die Another Day, que fazia parte da banda sonora do filme James Bond com o mesmo nome), é uma provocação de Madonna à política Bush (mesmo que tenha dito: “I am not Anti-Bush. I am not pro-Iraq. I am pro Peace”) e motivaria muito do seu imaginário nas aparições (atenção, não falamos de milagres) e concertos.
Porém não sem alguma prudência: no dia 1 Abril de 2003 Madonna decide censurar-se a si própria e retirar o vídeo de circulação, para não ofender as tropas (por quem disse rezar).
Mas já se sabe que com Youtubes já nada mais sai de circulação, pelo menos por mais de 5 minutos. E hei-lo aqui.
Num desfile de moda, todo ele em camuflados e outras imagens dessa guerra, passam homens, mulheres e crianças, inicialmente pacíficos, e mudando de tom ao longo do desfile, para diversão de uma plateia de clichés afectados.
Até que Madonna, com mais umas amigas soldados e bailarinas, vem para salvar o circo e acabar com o deboche mediático, num Mini Cooper em tunning chamado Hell on Wheels.
Já Boy George, com os Culture Club, havia feito um desfile destes em War Song (1984), porém com mais subtileza e gayishness nas imagens.
A crítica ao american life, que Madonna canta (e bem), fica aqui muito aquém disso.
Preferimos a música e as palavras ou ainda a segunda versão do vídeo censurado.
Diz a senhora:
“(…) I tried to be a boy
I tried to be a girl
I tried to be a mess
I tried to be the best
I guess I did it wrong
That’s why I wrote this song
This type of modern life
Is it for me
This type of modern life
Is it for free
(…)
I’d like to express my extreme point-of-view
I’m not a Christian and I’m not a Jew
I’m just living out the American dream
And I just realized that nohing is what it seems (…)”
(imagens: stills de vídeo de Jonas Akerlund para American Life (2003) de Madonna)
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on November 28, 2008 by in Madonna, Músicas.
%d bloggers like this: