Choose Royal

Design, objects, material culture and stuff.

Portugueses de Agosto



Não é surpreendente falar bem de Aquele Querido Mês de Agosto – o filme de Miguel Gomes agora em exibição. Mas é inevitável.
Não se limita a ser um retrato nem cai na facilidade da ironia ou mesmo chacota que lhe esperávamos.
Ao longo do filme os portugueses de Agosto vão ficando mais perto de nós, através do seu gosto, da sua fé e da sua natureza, que são iguais aos nossos (ou não fôssemos, afinal, também portugueses).
A jornada de uma equipa de produção, de um suposto filme, pela Beira Alta (“distrito de Viseu”), pelas festas de Verão, pelos músicos e músicas dessas festas, pelas pessoas que contam as histórias (e as pessoas das histórias contadas) (e as próprias estórias) e pelas montanhas e animais que rodeiam tudo isso.
Uma estória de Verão que se vai montando sem que nos apercebamos, e que podia ser verdade (ou mentira).
Uma gargalhada no meio de lágrimas, de vidas que continuam, de pessoas que ficam e outras que partem.
Porque Agostos há sempre.
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on August 29, 2008 by in Filmes.
%d bloggers like this: